Não se perca nesta sopa de letrinhas: PMI, PMO, PMP E PMBOK

Não importa qual seja a sua profissão, certamente você já gerenciou ou participou de algum projeto… E por esta importância cada vez maior dos projetos, o assunto e a profissão do gerente do projetos tem se tornado cada vez mais estratégica nas organizações.
E o universo que abrange o gerenciamento de projetos é repleto de siglas, sendo algumas mais conhecidas do que outras. Cada sigla representa um conceito diferente, sendo  PMI, PMO, PMP e PMBOK algumas das mais conhecidas. Quer saber mais destas siglas que fazem tanto sucesso em meio ao mundo da gestão de projetos? Nos acompanhe nesta leitura!

O gerenciamento de projetos é uma estratégia poderosa para prever problemas e reagir rapidamente às mudanças.



O PMI, Project Management Institute, que traduzindo significa Instituto de Gerenciamento de Projetos, é uma das maiores associações globais para profissionais de gerenciamento de projetos. O Project Management Institute é uma organização internacional sem fins lucrativos que reúne profissionais de gerenciamento de projetos.

No início de 2011, era considerada a maior associação do gênero no mundo, com mais de 650.000 em mais de 185 países. O escritório central está localizado em Newtown Square, nos arredores da cidade de Filadélfia, Pensilvânia. 

PMO é a sigla que representa o Project Management Office, que traduzindo significa escritório de projetos. Temos um texto que fala exclusivamente sobre o seu papel em meio a gestão de projeto que vale a pena ler. 

PMP é a abreviação de Project Management Professional, uma das certificações mais reconhecidas do mundo, válida em mais de 150 países, tem mais peso do que um MBA em Gerenciamento de Projetos. Trata-se de uma certificação muito bem vista pelas organizações, pois atesta que o profissional que a possui tem experiência e conhecimentos para gerenciar projetos de qualquer porte ou natureza.

E PMBOK (Project Management Body of Knowledge), é uma espécie de enciclopédia publicada exclusivamente sobre gerenciamento de projetos. Trata-se de um guia de conhecimentos em gerenciamento de projetos. Sua publicação é revisada regularmente pelo PMI. Sua função é padronizar e disseminar as práticas mais eficientes testadas e comprovadas por gerentes de projetos de todo o mundo em um único guia. Nós temos bastante conteúdo sobre o PMBOK aqui no site.  

E aí, entendeu o que significa cada uma das siglas? E agora se quiser saber ainda mais, nós resumimos aqui mais informações sobre elas. Vamos lá?


PMI: O PMI (Project Management Institute) e o IPMI (International Project Management Association) são as principais organizações de gerenciamento de projetos do mundo. Ambas as são sem fins lucrativos e possuem certificações em gerenciamento de projetos.

O PMI foi fundado em 1969 por cinco voluntários, nos Estados Unidos e seu primeiro seminário se realizou em Atlanta. É a maior organização de gestão de projetos do mundo, estando presente em quase todos os países. A sede do PMI fica na cidade da Filadélfia (Pensilvânia, EUA). O PMBOK é o conjunto de boas práticas em gestão de projetos produzidos pelo PMI.

As principais atividades do PMI são: Formular padrões profissionais de gestão de projetos; gerar conhecimento por intermédio da investigação; promover a gestão de projetos como profissão através de seus programas de certificação.


PMO: Ao se fazer uma pesquisa sobre o significado de PMO, logo percebe-se que não se trata de apenas uma pessoa ou uma qualificação profissional qualquer. PMO, significa o que então? Trata-se da sigla de Project Management Office, ou seja, é o escritório de gerenciamento de projetos de uma empresa, também chamado de EGP. 

Mas o que significa escritório de gerenciamento de projetos? Trata-se de uma estrutura organizacional que oferece suporte, que idealiza a metodologia e que é o responsável por armazenar este conhecimento referente à gestão de projetos na organização, pois é ele quem é o responsável por auditar e apoiar os trabalhos dos gerentes de projetos. Ou seja, o PMO é uma área da organização, que pode ser formada por um ou mais indivíduos. É comum em algumas organizações chamar o profissional que trabalha no escritório de gerenciamento de projetos também de PMO, mas neste caso PMO seria a abreviação de “Project Management Officer”, e vale ressaltar que o papel deste profissional é bem diferente do papel do gerente de projetos.

Neste texto, estamos tratando PMO apenas como a área da organização, não como o profissional que trabalha nesta área. Para que o PMO seja efetivo em uma organização é de suma importância que sua missão esteja vem definida. Existem três tipos básicos de PMO, mas isso nós já te explicamos em nosso texto de Como a implementação de um PMO pode potencializar os resultados de seus projetos? Clique aqui para ser direcionado ao texto.


PMP: Desde 1984, o Project Management Institute tem se dedicado ao desenvolvimento e manutenção de um rigoroso Programa de Certificação Profissional, com base em um exame, visando o avanço da profissão de Gerenciamento de Projetos e o reconhecimento das conquistas individuais nesta área. A Certificação Project Management Professional (PMP®) do PMI® é a credencial profissional mais reconhecida e respeitada em termos mundiais no que tange ao Gerenciamento de Projetos. Em 1999, o PMI tornou-se a primeira organização no mundo a ter seu Programa de Certificação reconhecido pela International Organization for Standardization (ISO) 9001.

Para obter a Certificação PMP, o profissional deve satisfazer a determinados requisitos de educação e experiência, concordar e aderir ao Código de Conduta Profissional (Code of Professional Conduct) e passar no Exame de Certificação PMP.

Um profissional sabe que depois de obter a certificação PMP terá mais habilidades para ter sucesso ao longo de todo o ciclo de vida de um projeto, desde o início, passando pelo planejamento, implantação, monitoramento e finalização, além de ter pleno conhecimento de todas as áreas relacionadas.

PMBOK: O PMBOK®, Project Management Body of Knowledge, é um guia de boas práticas em gerenciamento de projetos desenvolvido pelo PMI (Project Management Institute). A 6a versão do guia apresenta 49 processos que são didaticamente organizados em 10 áreas de conhecimento e 5 grupos de processos. E a sua última versão, que é  a 7ª, traz mudanças significativas.

Dentre os principais benefícios da utilização do PMBOK podemos citar a otimização das atividades dos projetos, melhoria da comunicação, tratamento de riscos de forma otimizada e a potencialização das chances de sucesso do projeto.
Este guia é uma verdadeira bíblia de negócios e é adotado em todo o mundo. Ele reúne um conjunto de práticas de gerenciamento de projetos, definindo o trabalho que deve ocorrer ao longo do ciclo de vida de um projeto.

A organização deste trabalho baseia-se na orquestração de dez disciplinas fundamentais para a obtenção de bons resultados em um projeto: integração, escopo, prazo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicação, riscos, aquisições e partes interessadas.

Os projetos são considerados únicos porque não se tratam de operações de rotina. Desta forma, mesmo que alguns elementos se repitam em determinadas entregas ou atividades, esta repetição não anula as características de exclusividade do trabalho, pois o conjunto das operações está destinada àquela entrega em particular.



Atualmente, o mercado oferece uma ampla seleção de ferramentas tecnológicas voltadas para o gerenciamento de projetos, permitindo melhorar a performance, visualizar todos os recursos envolvidos e alocá-los de forma adequada para aumentar a produtividade.

Na hora de escolher quais ferramentas adotar, é importante estar atento aos recursos que fazem toda a diferença, como facilidade de customização às necessidades da empresa, integração de todos os módulos e geração de relatórios gerenciais. É preciso pensar no melhor método que transforme a sua gestão em otimizada para que você tenha melhor controle sobre todas as versões do projeto.

Um exemplo são as chamadas metodologias ágeis, que se propõe a agilizar as ações, proporcionando a melhoria contínua do projeto por meio de flexibilidade e abertura para mudanças e interações da equipe. O gerenciamento de projetos é uma estratégia poderosa para prever problemas e reagir rapidamente às mudanças.
Nós, da Sigma Gerenciamento de Projetos, utilizamos essas ferramentas voltadas à gestão de projetos e, por conta disso, temos disponível o nosso serviço de consultoria voltada à resolução de projetos de todos os níveis. As consultorias especializadas entram no mercado para facilitar a gestão de projetos, por este motivo, contratá-la te trará uma otimização maior em seus projetos. Nossa empresa tem especialização em gestão de projetos e te garante uma potencialização dos resultados de seus projetos.



Fonte:
PMBOK
PMISP

Deixe uma resposta