3 motivos para você realizar um diagnóstico de maturidade organizacional em gerenciamento de projetos

3 motivos para você realizar um diagnóstico de maturidade organizacional em gerenciamento de projetos

No cenário organizacional em que vivemos ultimamente, temos notado um grande aumento por organizações na procura por criações de novos projetos ou até mesmo de novas gestões, tendo em vista os projetos já existentes. Esses projetos que estão para ser criados ou até mesmo os projetos que já existam, demandam certa maturidade da equipe que o compõem para que haja resultados efetivos de suas gestões. Afinal, de que adianta um projeto que tenha sido devidamente planejado, se em seu gerenciamento houver desvios por parte da equipe tendo em vista a falta de maturidade e/ou experiência da mesma? De nada. Portanto, é neste ponto que um diagnóstico de maturidade organizacional em gerenciamento de projetos é de suma importância pois, a partir dele será possível identificar o nível de compreensão da equipe e quais ações devem ser tomadas para que os colaboradores e os métodos estejam coniventes com o desenvolvimento dos projetos em questão. E é neste contexto que iremos te instruir de modo que o diagnóstico de maturidade possa contribuir para os projetos de sua empresa e consequentemente para o desenvolvimento da mesma.

3 motivos para você realizar um diagnóstico de maturidade organizacional em gerenciamento de projetos
A gestão de projetos tem sua priorização instalada atualmente em meio às organizações por deter uma função muito necessária que é a de gerenciar planejamentos.


A maturidade é vista nos ambientes organizacionais como um auxílio aos resultados e na qualidade do trabalho entregue, contudo ela também fornece algumas bases para mudanças pertinentes dentro do próprio meio cujo o ambiente de trabalho se concentra. Com tal maturidade estabelecida é possível estimar as iniciativas, definir as expectativas em relação às medições de processos e também determinar os recursos necessários para que haja uma clareza em relação ao trabalho exercido em determinado setor. Ligada diretamente ao pensamento racional, a maturidade organizacional se baseia em estabelecer rotina e sequências lógicas de ações que são padronizadas e tem o intuito de garantir o melhor resultado possível, no menor tempo de realização, voltada à lucratividade e aos resultados de uma equipe.

Tendo em vista todos os benefícios que o diagnóstico de maturidade pode proporcionar para o desenvolvimento das organizações, o mesmo tem extrema relevância e é prioridade em meio aos projetos realizados por nós, da Sigma Gerenciamento de Projetos, e dentre eles conseguimos listar 3 motivos para implementá-lo de forma periódica em sua empresa para contribuir e elevar a maturidade em gerenciamento de projetos.


“Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia” – William Edwards Deming (1900-1993)



No ano de 1950 a frase acima era uma revolução e por conta disso é relevante informar que o PMI fora criado 20 anos após, em 1969. É de suma importância ressaltar que a frase faz todo sentido até os dias de hoje em que os métodos ágeis não negam a necessidade que o gerenciamento tem na procura pelo sucesso em projetos, somente confirmar que eles devem vir do grupo através de seu autogerenciamento ou auto-organização. E é a partir desse autogerenciamento que a maturidade se encontra enraizada, de modo que o pensamento racional faça parte da proatividade do gestor. Entretanto, a maturidade não é bem vista com olhos internos se não houver uma clareza mediante a situação atual da empresa. Como dizemos acima, “só se gerencia o que se mede” e por conta disso é importante ressaltar o fato das empresas terem metas e mensurações a serem superadas. Esses números que são estipulados como metas das empresas são pertinentes para fazer com que a organização alcance os níveis estimados e consiga chegar onde suas metas determinam. Uma vez que metas e mensurações são estipuladas, é necessário que haja um conhecimento prévio em meio a estes números para que não seja perdido nenhum tipo de esforço e também para que não haja perda de propósito. Sendo assim, a maturidade voltada às empresas também englobam as atitudes do grupo como um todo levando em consideração as metas e mensurações futuras da organização.


Direcionamento estratégico:

A estratégia tem sua importância ligada ao aumento na medida em que os avanços tecnológicos tornam os acontecimentos globais mais dinâmicos. Isto é, essa estratégia é interligada à maturidade organizacional de certa forma. Nos dias atuais os produtos possuem menos tempo de vida e as organizações também. A resposta em razão deste modo de vida curto das empresas é uma estratégia efetiva aliada à uma boa administração. As empresas têm seus direcionamentos estratégicos basicamente compostos pelas listagens de valores, estabelecimento dos principais objetivos e a elaboração das missões. Os valores e a missão da empresa compõem a ideologia essencial, enquanto os objetivos, e as metas, formam o futuro esperado pela organização. A visão da empresa é formada pela ideologia essencial e o futuro imaginado, é a partir desta visão que se difere os visionários, que antecipam aos fatos, daqueles que apenas reagem às mudanças. A importância prática dos conceitos de visão, missão e valor são incontestáveis. Todas as organizações têm um conjunto de valores essenciais, mesmo que eles não estejam escritos. São princípios básicos e duradouros da empresa, princípios que serão preservados mesmo que se tornem desvantagens competitivas. Os valores essenciais não precisam necessariamente ser humanistas ou “politicamente corretos”, por exemplo. O importante é que se mantenham ativos.



Envolvimento/engajamento da equipe:

O envolvimento da equipe tem ligação direta com suas partes interessadas (stakeholders) e também com a integração do grupo em questão. Partes interessadas são todos os envolvidos no planejamento, sejam pessoas, áreas ou empresas. O sucesso de qualquer projeto depende da participação de suas partes interessadas, e por isso é necessário assegurar que suas expectativas e necessidades sejam conhecidas e consideradas pelos gestores. De modo geral, essas expectativas envolvem satisfação de necessidades, compensação financeira, comportamento ético e integração. A integração é o coração do projeto, sendo, nada mais nada menos, do que garantir que todas as frentes do projeto em questão aconteçam de modo coordenado. Para resolver o problema da falta de integração, deve-se elaborar um cronograma macro de interdependências entre as frentes do planejamento.

Afinal, de que adianta um projeto que tenha sido devidamente planejado, se em seu gerenciamento houver desvios por parte da equipe tendo em vista a falta de maturidade e/ou experiência da mesma? De nada
Afinal, de que adianta um projeto que tenha sido devidamente planejado, se em seu gerenciamento houver desvios por parte da equipe tendo em vista a falta de maturidade e/ou experiência da mesma? De nada.



A gestão de projetos tem sua priorização instalada atualmente em meio às organizações por deter uma função muito necessária que é a de gerenciar planejamentos. Como já ressaltamos antes, tudo que tem um objetivo traçado de início e fim com um propósito único se torna um projeto. Logo, a implementação de modelos de maturidade se torna imprescindível para que possa ocorrer uma otimização dos processos já estabelecidos dentro de determinados projetos. Sendo assim, é de suma importância que a empresa que tenha em mente colocar seus projetos em realização procure por uma consultoria em gerenciamento de projetos. Nós, da Sigma Gerenciamento de Projetos, prestamos este tipo de consultoria a fim de realizar um diagnóstico de maturidade com o intuito de identificar os planos de ações necessárias para que haja uma efetividade nos resultados de sua organização, e também para que os seus resultados já existentes sejam potencializados. Somos especialistas em técnicas aplicadas a diagnósticos de maturidade e temos um vasto histórico de sucesso em meio aos nossos clientes.

Deixe uma resposta