O gerenciamento de projetos para o setor da construção civil no Brasil

Atualmente, com o crescimento e surgimento de novas empresas no setor de construção imobiliária, tornou-se de importância estratégica para as empresas que pretendem continuar no mercado e aproveitar de melhor maneira esta fase de crescimento, uma ótima gestão de seus projetos.

Percebe-se que, para uma mudança significativa neste sentido, há necessidade de mostrar a todos os envolvidos no processo de produção, tal importância? Percebe-se, ainda, hoje em dia, que grande parte das empresas baseia suas obras nos conhecimentos dos seus próprios engenheiros, não utilizando índices e normas para melhor planejar e controlar os projetos. Em princípio não há nada de errado. Entretanto, pode-se obter melhores resultados e mensurar de forma mais assertiva uma possível variação nestes processos se ferramentas de gestão de projetos fossem implantadas e seguidas fielmente.

engenheiros civis avaliando a obra
O gerenciamento total dos recursos empregados em uma obra, seja ela grande ou pequena, é imprescindível para aperfeiçoar todos os processos relacionados a ela.

O setor da construção civil no Brasil vem crescendo consideravelmente, chegando a atingir algo em torno de 5% do PIB brasileiro. Com a concorrência cada vez mais equilibrada entre grandes e pequenos empreendedores, o setor estratégico destas empresas passou a dar uma maior importância para as técnicas de planejamento, controle da produção e também a qualidade dos bens e serviços oferecidos.

De acordo com estudiosos do setor, a atuação na área de controle da produção vem exigindo mudanças estruturais e de comportamento, tanto nos processos de produção como nos procedimentos administrativos e gerenciais, como modo de alcançar soluções para modernizar processos, melhorar a qualidade e reduzir o preço dos produtos. Isto torna imprescindível o gerenciamento total dos recursos empregados em uma obra, seja ela grande ou pequena, visando aperfeiçoar todos os processos.

Neste contexto, o setor da construção civil tem procurado adaptar conceitos, métodos e técnicas desenvolvidas para ambientes de produção industrial que, em geral são implementados através de procedimentos administrativos, como também de sistemas de planejamento e controle da produção. Entretanto estes sistemas desenvolvidos para o ambiente industrial nem sempre conseguem adaptar-se às situações que ocorrem na construção civil, fazendo com que se acabem gerando sistemas inadequados e de baixa ineficiência.

É importante propor aos profissionais da gestão da construção civil uma solução que irá atender as expectativas na concepção do projeto e na execução da obra em diversos aspectos, tais como: viabilidade técnica do projeto; gerencia do projeto, analise de investimento; planejamento das atividades, dentre outros, tornando a obra um negócio rentável e promissor. Um exemplo prático é o engenheiro da obra, de posse de um cronograma macro, informa verbalmente a seus encarregados o que deve ser feito em um determinado período de tempo.

Com a padronização e planejamento, é possível melhorar e tornar mais profissional esta prática com procedimentos simples, mas, que exigirá dos envolvidos uma postura centrada e fiel a estes procedimentos. Percebe-se que com estes procedimentos talvez seja possível atingir um nível melhor na gestão projetos para empresas de construção civil. Outros benefícios em gerenciar um projeto na construção civil seriam evitar surpresas durante a execução; desenvolver diferenciais competitivos; antecipar situações desfavoráveis; agilizar as decisões; e aumentar o controle gerencial, entre outros.

*Fonte: Téchne

Deixe uma resposta